Habitação e CDHU entregam 199 casas em Guapiaçu



Investimento em empreendimento soma R$ 24,9 milhões; unidades têm 56,67 metros quadrados e seguem padrão de qualidade exigido pela companhia



Conjunto habitacional com 199 casas em Guapiaçu, na região de Rio Preto

A Secretaria de Estado da Habitação, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), entregou 199 casas em Guapiaçu, na região de Rio Preto, no último domingo (1º). O Residencial Prefeita Maria Ivanete Hernandes Vetorrasso recebeu investimento de R$ 24,9 milhões da CDHU.

Dentre as famílias contempladas, 94% têm renda de até três salários mínimos e pagarão prestações equivalentes a 15% dos seus rendimentos. Os novos moradores terão 300 meses para quitarem seus imóveis. A menor prestação será de R$ 149,70.

O novo conjunto habitacional fica na Avenida Professora Júlia Ferreira Aride, 500. As casas têm 56,67 metros quadrados, dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e áreas de serviço e de circulação, além de serviços de infraestrutura.

As unidades habitacionais incorporam as melhorias exigidas pelo padrão de qualidade da CDHU, como piso cerâmico em todos os cômodos, laje, azulejo nas paredes hidráulicas do banheiro, da cozinha e da área de serviço, caixilhos em aço galvanizado, coberturas em estruturas metálicas e sistema de aquecimento solar para chuveiros. O condomínio também é dotado de redes de água, esgoto e elétrica, drenagem, pavimentação, urbanismo e iluminação pública.

“É uma alegria começar esse domingo com vocês que estão realizando o sonho da casa própria. Hoje graças a Deus é um novo bairro no município. Se vocês olharem para o telhado vão ver o aquecedor solar que vai diminuir a conta de luz. E vocês vão pagar as prestações bem mais baratas do que o valor de um aluguel na cidade”, afirmou o Vice-governador Rodrigo Garcia durante o evento. .

A cabeleireira Leila Carolina da Silva, 34 anos, vai morar no conjunto habitacional com o filho de 3 anos. “Minha vida vai melhorar”, celebra. Outra moradora é a funcionária pública Márcia Corrêa. Ela pagava quase R$ 1 mil de aluguel e agora vai reembolsar apenas R$ 158,25. “Vai sobrar dinheiro para fazer melhorias na casa e ajudar minhas filhas estudarem”, disse.

Em Guapiaçu, já foram entregues 264 unidades habitacionais, além das entregues no domingo. O programa de regularização fundiária Cidade Legal, da Pasta, responsável pela entrega de títulos de propriedade em bairros de interesse social até então irregulares, tem 17 núcleos inscritos na cidade, sendo três deles já registrados. São 1.082 lotes pleiteando regularização, dos quais 255 já foram atendidos.